Papinhas Congeladas?!

Antes de tudo vale dizer: papinha feita na hora, com o alimento fresquinho, é sempre a melhor opção.

Mas eu nunca me senti culpada - e nem você precisa se sentir - em congelar algumas porções para usar quando o dia for mais corrido.

Aos 6 meses você deverá começar a dar para seu filhinho a alimentação complementar e nos primeiros dias ele vai comer muito pouco. Por exemplo, não vai acontecer, de jeito nenhum, dele comer uma papinha de uma batata inteira, então - também para não desperdiçar, eu preparava porções de diferentes legumes, colocava em forminhas de gelo e quando congeladas eu as passava para um saco desses de guardar congelados.
Para descongelar colocava a porção do dia num recipiente em banho maria.



Papinhas de Legumes

Os legumes devem ser cozidos SEM SAL  (de preferência no vapor) até ficarem bem macios e depois amassados com um garfo ou com um espremedor de batatas (fica numa textura bem boa).

Para meus filhos lembro de fazer papinhas de batata, cenoura e beterraba.. (na sequência eu fui combinando alimentos numa mesma papinha, mas isso vai em outra postagem)
 Se vc quiser congelar, é só colocar em forminhas de gelo conforme descrito mais acima. Congelado conserva até 2 meses!
 Papinhas de frutas eu nunca congelei, são mais práticas pra dar, não necessitam de cozimento.




Flora, nutricionista colaboradora do Marmita, recomenda que os primeiros alimentos a serem oferecidos sejam papinhas de frutas, uma vez ao dia. Maçã raspadinha, banana amassada, abacate...
A ideia é que os alimentos sejam bem amassados mas que tenham uma textura que estimule a mastigação. "A partir do 6º mês de vida a criança já tem os reflexos necessários para a deglutição de alimentos não líquidos."

As papinhas de legumes podem ser servidas depois de aproximadamente 7 dias após as de frutas.




MUITO IMPORTANTE: a amamentação não deve parar, segue firme conforme o desejo da criança.


Informações:
Flora Vieira 
Nutricionista Materno Infantil Consultora do Marmita Baby